Minha Casa Minha Vida 2019: Valores de Financiamento e como Simular!

Com a mudança de recursos e maiores oportunidades, nos dias atuais é bem mais difícil viver no aluguel do que ter uma casa própria e pensando nisso o programa Minha casa minha vida chega para ajudar. 

Por conta dessa facilidade que vem crescendo a cada dia que passa muitas famílias estão sustentando mais o desejo e sonho de ter a casa própria. 

MCMV-2019

E uma das maneiras de consegui-la é através do programa minha casa minha vida que já ajudou milhares de famílias brasileiras. Se você está cansado (a) de viver no aluguel e quer saber mais sobre o programa fique conosco neste post e aprenda tudo que for necessário para ter o seu imóvel.

Como funciona o programa minha casa minha vida

O Programa Minha Casa, Minha Vida é um programa de habitação federal do Brasil lançado em março de 2009 pelo Governo do ex presidente Lula.

O Programa Minha Casa Minha Vida subsidia a compra da casa ou apartamento próprio para famílias com renda até 1,8 mil reais e facilita as condições de acesso ao imóvel para famílias com renda até de 9 mil reais. 

Quem pode ser beneficiário do Minha Casa Minha Vida?

 Saiba que antes de participar do programa é preciso seguir alguns requisitos, por exemplo: 

  • Nunca ter participado de qualquer outro programa habitacional do governo, seja federal, seja estadual, seja municipal;
  • Ter mais de 18 anos;
  • Ter trabalhado ao menos por três anos com a carteira de trabalho assinada;
  • Residir ou trabalhar, pelo menos, um ano ou mais no município onde o imóvel está sendo comprado;
  • Não ter nenhum outro imóvel no nome do comprador;
  • Se quem for comprar o imóvel possuir algum terreno em seu nome, não pode ter nada construído nele;
  • Da faixa 2 em diante, é preciso ter o nome limpo no SERASA e SPC para financiar um imóvel pelo MCMV.

Além desses requisitos básicos que o programa pede para futuros participantes. A família deve também se encaixar em faixas de valores para poder deste modo, ter o imóvel. E as faixas, são: 

Faixa 1

A princípio é válida para quem tem renda mensal de até R$ 1,8 mil reais. Nessa condição o financiamento acontece em até 120 parcelas, que variam de R$ 80,00 a R$ 270, de acordo com a renda familiar;

Faixa 1,5

A Fim de ser válida para quem tem renda mensal no valor de R$ 2,6 mil. Nesse exemplo, as famílias são beneficiadas com um subsídio para compra do desejado imóvel que pode ser novo de até R$ 47,5 mil. As taxas de juros oferecidas chegam até 5% ao ano e o prazo de pagamento de até 30 anos, decretado com base na renda familiar;

Faixa 2

 Eventualmente esta faixa é para quem tem renda mensal de até R$ 4 mil reais. As famílias beneficiadas desta modalidade podem ter um subsídio de até R$ 29 mil na compra do imóvel novo ou usado, com prazo de pagamento de até 30 anos;

Faixa 3

 Diferente das outras faixas, nesta é preciso ter uma renda mensal de até R$ 7 mil. As famílias que atestem essa faixa de renda salarial são beneficiadas por taxas de juros um pouco mais atrativas e que valem super a pena em relação outras oferecidas no mercado.

Já ao prazo de pagamento, as parcelas podem chegar a 30 anos, como no caso de outras faixas. 

Como participar do Minha Casa minha Vida 

Para participar do programa não tem segredo algum, mas é separado dois tipos de renda na hora de se fazer a inscrição. 

No caso de famílias que têm renda mensal de até R$1,8 mil reais, é preciso seguir alguns simples passos, como ir até a prefeitura da sua cidade ou então no órgão responsável pelo sistema habitacional do município, para fazer a inscrição que passa por um processo de seleção.

Os imóveis são construídos pelo Governo Federal e repassados para as prefeituras para que sejam entregues para as famílias que foram contempladas. 

Já para as famílias que têm a renda mensal maior ou até R$7 mil reais basta ir em uma agência bancária portando em mãos os documentos necessários. Deste modo, ocorrerá uma análise em forma da concessão de subsídio.

Existe também a opção de se dirigir diretamente ao órgão responsável pelo sistema habitacional para esclarecimentos quanto aos imóveis que estão prontos para serem aprovados pelo programa MCMV.

Simulador Minha casa minha vida 

O simulador serve para aqueles que têm dúvida do subsídio usado, assim, ele cessará as dúvidas se o valor poderá ser quitado futuramente durante o processo de pagamento do imóvel já adquirido. 

Para acessar o simulador não tem dificuldade alguma, é preciso apenas clicar aqui e seguir o passo a passo abaixo: 

1° Passo

É preciso preencher os seus dados iniciais. Após isso, clique em “Próxima etapa” e preencha os demais dados solicitados. 

2° Passo

Responda qual é objetivo do financiamento e valor desejado. Em seguida, o resultado será mostrado na tela. 

Documentos necessários

Caso você leve os documentos em alguma agência da caixa, é preciso levar cópias e o original de documentos, como:

  • Documentos de identificação: RG e CPF;
  • Carteira de trabalho (CTPS);
  • FGTS;
  • Comprovante de estado civil (certidão de nascimento para solteiros, certidão de casamento para casados e certidão de casamento averbada para divorciados);
  • Comprovante de residência mais recente;
  • Declaração de contribuição do Imposto de Renda;
  • Para assalariados é necessário o comprovante de renda dos últimos 6 meses.

Após saber todos os passos e quem tem direito, não perca tempo e já faça a sua inscrição na Caixa Econômica Federal mais próxima.